Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Avião de transporte da Força Aérea indiana pousa próximo da fronteira chinesa

Avião cargueiro da Força Aérea da Índia pousou pela primeira vez no nordeste do estado indiano de Arunachal Pradesh.


Sputnik

O cargueiro C-130J da Força Aérea indiana realizou com sucesso operações diurnas e noturnas na pista de pouso avançado de Tezu, localizado na província fronteiriça de Arunachal Pradesh, no extremo nordeste da Índia. As pistas de pouso avançadas são campos de pouso localizados muito próximos do território inimigo.


Soldado indiano próximo do avião C-130J
C-130 Hércules indiano © AFP 2018 / RAVEENDRAN

Segundo o porta-voz da Força Aérea da Índia, Ratnakar Singh, "dois Dornier e um Avro, em coordenação com o C-130 e o An-32, realizaram a validação de voos de Evacuação de Baixas e Gerenciamento de Desastres".

Ele também adicionou que "este esforço da Força Aérea indiana vai aumentar em muitas vezes a mobilidade das tropas e materiais na região estrategicamente importante do nordeste".

O pouso do cargueiro C-130J faz parte das ações da Força Aérea do país para reforçar suas capacidades militares em postos-chave estratégicos em regiões fronteiriças.

O avião C-130J é uma aeronave dotada de quatro turbopropulsores. Além disso, ele se distingue por sua versatilidade, podendo receber até 17 diferentes configurações de missão, incluindo transporte militar e comercial, combate a incêndios, busca e salvamento, operações especiais, reconhecimento meteorológico e reabastecimento aéreo.

Vale ressaltar que a Índia e a China mantêm inúmeras disputas ao longo de suas fronteiras. Entretanto, depois da situação de tensão criada em Doklam, em junho de 2017, apesar de ambos os países concordarem em manter o status quo, a mídia sugere que a China continua mantendo suas forças no norte de Doklam, além de construir estradas e helipontos na região.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas