Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Catador de recicláveis encontra granada de fuzil em terreno de Mineiros do Tietê

Grupo Especial da Polícia Civil foi acionado para avaliar o material que seria artefato de guerra.


Por G1 Bauru e Marília

Uma granada de fuzil foi encontrada por um catador de recicláveis em um terreno onde há um lixão, na manhã desta quinta-feira (3), em Mineiros do Tietê.

GER irá analisar o objeto que foi apreendido em Mineiros do Tietê  — Foto: Polícia Civil / Divulgação
GER irá analisar o objeto que foi apreendido em Mineiros do Tietê — Foto: Polícia Civil / Divulgação

Segundo a polícia, o homem estranhou o objeto e o levou para casa. Lá, pesquisou na internet e descobriu que se tratava de um de um artefato utilizado em guerras. Depois disso, ele procurou a delegacia para entregar o objeto.

A Polícia Civil apreendeu a granada e acionou o Grupo Especial de Reação (GER), uma equipe especializada da Polícia Civil, que vai fazer a avaliação do explosivo e levá-lo à capital.

Caso seja necessário, será feita a detonação em centro de treinamento em São Paulo.


Comentários

Postagens mais visitadas