Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Egito nega que tenha ocorrido acidente com caça Rafale

Oficiais militares egípcios negaram informes de alguns meios de comunicação russos sobre queda de uma aeronave de combate Dassault Rafale


Poder Aéreo

Em 29 de janeiro, alguns meios de comunicação russos alegaram, com referência à fonte do Egito, que um caça Dassault Rafale da Força Aérea do Egito caiu durante uma missão de treinamento de rotina.

Rafale do Egito
Rafale do Egito | Reprodução

Mais tarde, oficiais militares egípcios negaram categoricamente os relatos da mídia russa e declararam ser uma possível provocação contra o pano de fundo da fase inicial das negociações sobre a compra de mais 12 caças Rafale para a Força Aérea do Egito.

A República Árabe do Egito pode assinar um novo acordo com a Dassault Aviation para comprar mais doze aviões.

Em 16 de fevereiro de 2015, a França concordou em entregar 24 caças Rafale (16 bipostos e 8 monopostos) ao Egito, a um custo de US$ 5,9 bilhões, para equipar sua Força Aérea com um caça multirole de última geração capaz de atender às necessidades operacionais do país e permitindo ao Egito, com total soberania, assegurar sua posição geoestratégica na região.

Em junho de 2016, o Egito iniciou negociações com a Dassault para adquirir 12 Rafales adicionais, o que era uma opção do contrato original. Mas o Egito vem enfrentando a oposição do Tesouro francês para obter o mesmo pacote financeiro favorável que obteve para a ordem original.

Mais tarde, a Revista Scramble publicou que um treinador a jato K-8E Karakorum da Força Aérea do Egito caiu em 28 de janeiro de 2019. O piloto infelizmente faleceu no acidente.

Inicialmente, foi relatado que um Dasault Rafale estava envolvido neste acidente, mas isso parece estar incorreto. Foi relatado que o piloto do desafortunado K-8 era um piloto do Rafale. Ele foi um dos primeiros pilotos do Egito a voar no Rafale.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas