Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Espanha inicia a construção de novas fragatas F-110 em maio

Uma nova classe de fragatas para a Marinha Espanhola terá a construção iniciada em maio deste ano, confirmou o Ministério da Defesa do país na segunda-feira.


Poder Naval

As cinco novas fragatas serão construídas pelo estaleiro naval espanhol Navantia sob um contrato de 4,3 bilhões de euros (US$ 4,9 bilhões) que foi aprovado pelo Ministério da Defesa em dezembro de 2018.



O primeiro navio da nova classe deverá ser entregue em 2025 e o último, em 2030 ou 2031.

As fragatas F-110 são a próxima geração de navios de superfície de múltiplas missões da Marinha Espanhola. As fragatas verão a introdução de um Sistema de Gerenciamento de Combate evoluído e um novo radar de banda S de estado sólido com o objetivo de promover parcerias entre a indústria dos EUA e da Espanha.

A Lockheed Martin, empresa norte-americana responsável pelo projeto e desenvolvimento do sistema de gerenciamento de combate Aegis, já está trabalhando com a espanhola Indra na integração do novo sistema de radar de banda S de estado sólido desenvolvido para as fragatas F-110.



De acordo com o Ministério da Defesa, as fragatas F-110 irão medir 145 metros de comprimento e deslocar 6.100 toneladas. Eles serão equipados com um canhão principal de 5 polegadas, mísseis Harpoon, lançadores de torpedos, dois canhões de 30 mm e um sistema de lançamento vertical de 16 células (VLS).

As fragatas F-110 substituirão as fragatas da classe “Santa Maria” da Marinha Espanhola que estão em serviço desde 1986.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas