Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

EUA apresentam proposta de venda de sistemas de mísseis Patriot na Turquia

A delegação dos EUA apresentou em Ancara uma proposta de venda dos sistemas de defesa antiaérea Patriot, informou a mídia turca.


Sputnik

Segundo a agência Anadolu, a delegação dos EUA realizou em Ancara encontros com representantes do Ministério da Indústria de Defesa, Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Defesa.


Uma bateria do sistema de defesa aérea dos EUA Patriot (foto de arquivo)
Militar dos EUA guarnece sistema Patriot © Sputnik / Igor Zarembo

A proposta inclui quatro radares AN/MPQ-65, 4 centros de controle de combate, 10 conjuntos de antenas, 20 lançadores de mísseis M903 e outros equipamentos.

Anteriormente, o Pentágono informou que o Departamento de Estado dos EUA havia aprovado um possível acordo com a Turquia para o fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea Patriot no valor de 3,5 bilhões de dólares (R$ 13,2).

O porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, declarou que a possível venda dos sistemas de defesa antiaérea estadunidenses à Turquia e o fornecimento dos sistemas de mísseis russos S-400 a esse país são eventos separados e que o contrato entre Ancara e Moscou vai ser executado.

O contrato de concessão de crédito para o fornecimento dos sistemas russos de defesa antiaérea S-400 à Turquia foi assinado em dezembro de 2017 em Ancara. Como afirmou o chefe da estatal russa Rostec, Sergei Chemezov, trata-se do fornecimento de quatro divisões de S-400 no valor de 2,5 bilhões de dólares (R$ 9,4 bilhões).

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas