Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

EUA enviarão equipe à Turquia para tentar barrar compra do sistema russo S-400

Os Estados Unidos enviarão uma equipe à Turquia nas próximas semanas para esclarecer suas preocupações sobre a compra do sistema russo de defesa aérea S-400 por Ancara, disse Ismail Demir, presidente da Indústria de Defesa da Turquia.


Sputnik

Na semana passada, a agência de notícias turca Anadolu informou, citando fontes, que Ancara rejeitou a proposta de Washington, feita durante a visita da delegação dos EUA à Turquia, para cancelar a aquisição dos sistemas de defesa aérea russa S-400 em favor da compra do sistemas de defesa de mísseis aéreo americano Patriot.


O sistema de defesa antiaéreo russo S-400 Triumph
S-400 Triumph © Sputnik / Grigory Sysoev

"Temos ouvido constantemente sobre os potenciais danos e problemas sobre a qualificação de caça furtiva dos F-35 no caso de sua implantação para um local próximo ao S-400s […] Nós nunca tivemos uma equipe nos visitando para esclarecer sobre quais são os riscos técnicos. Nós lhes dissemos várias vezes para vir e explicar todas as suas preocupações, se eles acham que são sérios. Agora, depois de tudo isso, eles nos disseram que vão enviar uma equipe nas próximas semanas", declarou Demir, citado pelo jornal Hurriyet nesta terça-feira.

Em dezembro de 2018, o Departamento de Estado dos EUA aprovou uma possível venda de US$ 3,5 bilhões de sistemas Patriot para a Turquia. O porta-voz da presidência da Turquia, Ibrahim Kalin, afirmou na época que a possível compra do Patriot não afetaria o acordo entre Ancara e Moscou sobre a compra dos mísseis S-400 fabricados na Rússia.

Comentários

Postagens mais visitadas