Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

EUA enviarão equipe à Turquia para tentar barrar compra do sistema russo S-400

Os Estados Unidos enviarão uma equipe à Turquia nas próximas semanas para esclarecer suas preocupações sobre a compra do sistema russo de defesa aérea S-400 por Ancara, disse Ismail Demir, presidente da Indústria de Defesa da Turquia.


Sputnik

Na semana passada, a agência de notícias turca Anadolu informou, citando fontes, que Ancara rejeitou a proposta de Washington, feita durante a visita da delegação dos EUA à Turquia, para cancelar a aquisição dos sistemas de defesa aérea russa S-400 em favor da compra do sistemas de defesa de mísseis aéreo americano Patriot.


O sistema de defesa antiaéreo russo S-400 Triumph
S-400 Triumph © Sputnik / Grigory Sysoev

"Temos ouvido constantemente sobre os potenciais danos e problemas sobre a qualificação de caça furtiva dos F-35 no caso de sua implantação para um local próximo ao S-400s […] Nós nunca tivemos uma equipe nos visitando para esclarecer sobre quais são os riscos técnicos. Nós lhes dissemos várias vezes para vir e explicar todas as suas preocupações, se eles acham que são sérios. Agora, depois de tudo isso, eles nos disseram que vão enviar uma equipe nas próximas semanas", declarou Demir, citado pelo jornal Hurriyet nesta terça-feira.

Em dezembro de 2018, o Departamento de Estado dos EUA aprovou uma possível venda de US$ 3,5 bilhões de sistemas Patriot para a Turquia. O porta-voz da presidência da Turquia, Ibrahim Kalin, afirmou na época que a possível compra do Patriot não afetaria o acordo entre Ancara e Moscou sobre a compra dos mísseis S-400 fabricados na Rússia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas