Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

EUA não devem intervir militarmente na Venezuela, diz ex-comandante da OTAN

O ex-almirante dos EUA e ex-comandante supremo da OTAN James Stavridis disse nesta quarta-feira (30) que Washington não deve intervir militarmente na Venezuela.


Sputnik

"Os Estados Unidos não devem se envolver militarmente com a situação nas circunstâncias que vejo agora", disse Stavridis em evento realizado em Washington. 


Resultado de imagem para admiral james stavridis
James Stavridis | Reprodução

O ex-militar disse que a crise na Venezuela não tem "solução militar". Ele também disse que esta é uma questão regional e que todos os países americanos têm que resolver juntos.

Em 23 de janeiro, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que todas as opções em relação à Venezuela estão na mesa.

A oposição venezuelana é contrária a uma intervenção militar dos EUA.

O senador Lindsey Graham disse na segunda-feira que Trump discutiu com ele a possibilidade de usar a força militar na Venezuela há algumas semanas.

Comentários

Postagens mais visitadas