Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

EUA vão desenvolver laser para rastrear e destruir mísseis ainda no ar, revela relatório

Os EUA planejam desenvolver um sistema de laser que possa ser montado em uma plataforma aérea não tripulada para rastrear e destruir mísseis em sua fase de aceleração, revelou o Departamento de Defesa em sua edição de 2019 da Revisão de Defesa de Mísseis, nesta quinta-feira.


Sputnik

"O desenvolvimento de tecnologia laser de alta energia escalável, eficiente e compacta, e integrá-la a uma plataforma aerotransportada, tem o potencial de fornecer uma capacidade rentável futura para destruir mísseis impulsionados no início da trajetória", afirma o relatório.


Resultado de imagem para Demonstrador de Laser de Baixa Potência
Reprodução

Isso beneficiaria avanços tecnológicos anteriores na propagação de feixes e controle de feixes, informou o relatório.

"O Departamento de Defesa está desenvolvendo um Demonstrador de Laser de Baixa Potência para avaliar as tecnologias necessárias para montar um laser em uma plataforma aérea não tripulada para rastrear e destruir mísseis em sua fase de aceleração", acrescentou.

O relatório especifica algumas vantagens da base espacial para sensores. Em particular, ele fornece uma melhor observação do espaço para melhorar o rastreamento e potencialmente direcionar ameaças avançadas, disse.

A nova Revisão de Defesa de Mísseis apresenta uma nova estratégia e postura que definirá o caminho para fortalecer as atuais capacidades de defesa antimísseis dos Estados Unidos e defenderá investimentos urgentes em novos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas