Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Força Aérea do Irã se diz preparada para eliminar Israel

O comandante da Força Aérea do Irã, o general Aziz Nasirzadeh, afirmou nesta segunda-feira que seus soldados estão preparados para "eliminar da Terra" Israel, horas depois de alvos iranianos terem sido bombardeados na Síria pelo exército israelense.


EFE

Teerã - "Os jovens da Força Aérea estão impacientes e preparados para lutar contra o regime sionista (Israel) e eliminá-lo da Terra", disse Nasirzadeh, citado pela agência de notícias iraniana "Clube de Jovens Jornalistas".


EFE/Abedin Taherkenareh
EFE/Abedin Taherkenareh

O general ressaltou que as novas gerações estão recebendo "a educação necessária para o dia prometido e a eliminação de Israel".

Neste sentido, Nasirzadeh explicou que estão tentando ser "autossuficientes" e que as forças estão sendo capacitadas no campo da assistência de voo e treino de pilotos, e de guerra eletrônica e cibernética.

A Força Área iraniana também desenvolve "o longo alcance das munições" e atualmente está trabalhando na sua capacidade de "destruir alvos" a mais de mil quilômetros de distância, disse.

"Garantimos ao povo do Irã que estamos preparados para responder qualquer ameaça e que o inimigo não se atreverá a invadir o nosso país porque conhece a nossa preparação e alta capacidade", acrescentou.

Estas ameaças aconteceram depois que o exército israelense atacou na última noite alvos militares da Força Quds iraniana e baterias de defesa antiaérea na Síria, uma medida já tomada em várias ocasiões nos últimos anos.

O ataque ocorreu horas depois que um projétil foi interceptado nas Colinas de Golã ocupadas por Israel, que acusou o Irã deste disparo.

Segundo um porta-voz militar israelense, os pontos atacados foram "lugares de armazenamento de munição e um posto situado no aeroporto internacional de Damasco", assim como "um posto de inteligência e um campo militar de treino" iranianos.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que pelo menos 11 pessoas morreram pelo ataque cometido por Israel em Damasco e outros pontos do sudoeste da Síria.

No último dia 17, o comandante-em-chefe dos Guardiões da Revolução Islâmica, o general Mohamad Ali Yafari, afirmou que o Irã manterá sua presença militar na Síria e advertiu a Israel que seu território está ao alcance dos mísseis iranianos.

O Irã é, junto à Rússia, o grande aliado do regime do presidente sírio, Bashar al Assad, a quem apoiou desde o início do conflito em 2011 com militares e milicianos xiitas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas