Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Hackers vazam logins da Abin e Ministério da Defesa em protesto contra PF

A Polícia Federal deflagrou nesta semana a Operação Copyright, que visa desmembrar esquemas de pirataria digital envolvendo filmes, músicas, séries e jogos. Como o próprio nome da operação indica, a ideia é estancar o dinheiro perdido de grandes marcas que têm seus produtos pirateados.


Por Felipe Payão | Tecmundo

Hoje (18), um documento no Pastebin assinado pelo hacker “Sr. Storm” entregava credenciais de acesso de domínios para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Ministério da Defesa (MD) e para o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) em protesto contra a Operação Copyright, afirma o Defcon Lab. No total, são 351 credenciais.


dados

O Ministério da Defesa foi hackeado em setembro de 2018 por uma célula Anonymous brasileira

Anteriormente, um vazamento já compilou credenciais de diversos sistemas públicos e privados brasileiros. Além disso, o Ministério da Defesa foi hackeado em setembro de 2018 por uma célula Anonymous brasileira. Acredita-se que as credenciais publicadas hoje seriam um “subproduto” destes vazamentos anteriores.

Em um documento no Ghostbin, o hacker escreveu que a “motivação do leak é uma represália” no que toca a Polícia Federal. “Isso nos leva a crer que a GDPR atualmente ativa na Europa possa entrar em vigor também no Brasil acabando com a liberdade de expressão e a privacidade”, afirma o hacker.

É preciso notar que a GDPR vai chegar de forma oficial ao Brasil em 2020.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas