Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Israel intercepta míssil disparado da Faixa de Gaza

As defesas antiaéreas de Israel interceptaram um míssil disparado da Faixa de Gaza, informou o Exército israelense.


Sputnik

"Um foguete disparado de Gaza na direção de Israel foi identificado e interceptado pelo sistema de defesa aérea Domo de Ferro", informaram as Forças de Defesa de Israel em sua conta no Twitter.


Soldado israelense junto ao sistema de defesa antiaérea Cúpula de Ferro (Iron Dome) perto da cidade de Sderot, Israel
Iron Dome israelense © AP Photo/ Tsafrir Abayov

Meia hora antes do incidente, as Forças de Defesa de Israel informaram que as sirenes de alerta da cidade de Ashkelon e do Conselho Regional de Hof Ashkelon, nas proximidades da fronteira com o enclave palestino, foram ativadas.

Gaza está sob bloqueio israelense-egípcio desde que o Hamas assumiu o poder em 2007.

Em meados de novembro, Israel e os grupos palestinos chegaram a um cessar-fogo por um acordo indireto, mediado principalmente pelo Egito e pela ONU. A trégua colocou fim à pior escalada de violência na região desde a ofensiva israelense em Gaza no ano de 2014.

As Nações Unidas e o Egito iniciaram um processo de mediação entre as partes para assegurar um cessar-fogo depois que militantes de Gaza dispararam 460 foguetes contra o sul de Israel, o qual retaliou com o lançamento de ataques aéreos contra 160 alvos em Gaza.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas