Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Israel revoga venda de caças F-16 à Croácia sob pressão dos EUA

Israel notificou oficialmente a Croácia sobre a impossibilidade de cumprir o contrato sobre o fornecimento de caças F-16 por causa da posição norte-americana, comunicou o Ministério da Defesa da Croácia.


Sputnik

Em março de 2018, a Croácia anunciou que Israel venceu a licitação sobre o fornecimento de caças, oferecendo as melhores condições. O contrato de US$ 500 milhões (R$ 1,93 bilhões) previa a venda de 12 caças usados F-16 Barak. Mas os EUA acabaram por bloquear a transação, chamada na Croácia de "negócio do século".


Caça israelense F-16 (foto de arquivo)
CC BY-SA 2.0 / Rob Schleiffert / F-16I Israe

"Infelizmente, não foi recebida autorização necessária dos EUA quanto ao fornecimento dos caças israelenses F-16 Barak à República da Croácia", informou o ministro da Defesa croata Damir Krsticevic depois do encontro com o diretor-geral do Ministério da Defesa israelense Udi Adam nesta quinta-feira (10).

A licitação de caças foi anunciada pela Croácia em 2017. Entre os participantes estavam a Grécia, Suécia, Israel e os EUA. Israel se tornou um concorrente direto dos EUA e acabou por não conseguir vender estes aparelhos a um país terceiro sem a autorização do país produtor.

Segundo o acordo provisório, Israel devia vender os caças F-16 Barak modernizados por Israel, mas os EUA exigiram retirar as melhorias israelenses. Os F-16 usados deviam substituir os obsoletos MiG-21 de produção soviética na Força Aérea da Croácia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas