Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Israel revoga venda de caças F-16 à Croácia sob pressão dos EUA

Israel notificou oficialmente a Croácia sobre a impossibilidade de cumprir o contrato sobre o fornecimento de caças F-16 por causa da posição norte-americana, comunicou o Ministério da Defesa da Croácia.


Sputnik

Em março de 2018, a Croácia anunciou que Israel venceu a licitação sobre o fornecimento de caças, oferecendo as melhores condições. O contrato de US$ 500 milhões (R$ 1,93 bilhões) previa a venda de 12 caças usados F-16 Barak. Mas os EUA acabaram por bloquear a transação, chamada na Croácia de "negócio do século".


Caça israelense F-16 (foto de arquivo)
CC BY-SA 2.0 / Rob Schleiffert / F-16I Israe

"Infelizmente, não foi recebida autorização necessária dos EUA quanto ao fornecimento dos caças israelenses F-16 Barak à República da Croácia", informou o ministro da Defesa croata Damir Krsticevic depois do encontro com o diretor-geral do Ministério da Defesa israelense Udi Adam nesta quinta-feira (10).

A licitação de caças foi anunciada pela Croácia em 2017. Entre os participantes estavam a Grécia, Suécia, Israel e os EUA. Israel se tornou um concorrente direto dos EUA e acabou por não conseguir vender estes aparelhos a um país terceiro sem a autorização do país produtor.

Segundo o acordo provisório, Israel devia vender os caças F-16 Barak modernizados por Israel, mas os EUA exigiram retirar as melhorias israelenses. Os F-16 usados deviam substituir os obsoletos MiG-21 de produção soviética na Força Aérea da Croácia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas