Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Marinha dos EUA recebe novo navio de guerra polivalente

O segundo destróier da classe Zumwalt, USS Michael Monsoor (DDG-1001), foi adotado em serviço da Marinha dos EUA neste sábado (26), segundo um comunicado das forças navais.


Sputnik

A cerimônia foi realizada em San Diego, no estado da Califórnia. A tripulação será composta por 148 oficiais e marinheiros.


USS Michael Monsoor, segundo navio de guerra norte-americano da classe Zumwalt
USS Michael Monsoor DDG-1001 © AP Photo / Robert F. Bukaty

"O USS Michael Monsoor é um dos meios de combate mais capazes que a nossa nação pode oferecer. Este navio proporcionará uma presença e dissuasão avançada independente para as próximas décadas e estou confiante que a tripulação operará este navio com o nível de conhecimentos, coragem e força necessários para superar qualquer desafio", declarou o secretário da Marinha dos EUA, Richard Spencer.

O primeiro destróier da classe Zumwalt foi lançado à água em outubro de 2013.

Esse navio de guerra polivalente se destina tanto a confrontar forças terrestres do inimigo, como a fornecer apoio de fogo a partir do mar e a combater a aviação. Devido à ampla automatização, a tripulação terá apenas cerca de 140 efetivos, muito menos que os navios anteriores de classes semelhantes.

O custo do primeiro destróier foi de USD$ 4,4 bilhões (R$ 16,5 bilhões). Devido aos grandes gastos, o programa de construção foi reduzido de 32 a três navios.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas