Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Militares russos encontram armas de terroristas em depósito na província síria de Daraa

Soldados russos encontraram na Síria um esconderijo de armas antitanque na província de Daraa, que foi deixado para trás pelos terroristas que se renderam, relatou a repórteres Valery Shkolnik, representante das Forças Armadas da Federação da Rússia.


Sputnik

"Aqui é apresentado arsenal que, nas últimas 24 horas, foi apreendido de alguns grupos armados e que foi anteriormente vendido para atos terroristas no território das províncias meridionais da República Árabe da Síria, incluindo na província de Daraa", declarou a autoridade russa, apresentando parte do arsenal encontrado.


Armamentos abandonados por radicais na província de Daraa (foto do arquivo)
© Sputnik / Ilya Smagin

Segundo Valery Shkolnik, no depósito de terroristas havia granadas antitanque, um lança-granadas antitanque, um contêiner do míssil guiado antitanque TOW-2, que é capaz de atingir alvos a 4 km, e granadas de mão caseiras.

Além do mais, foram encontrados foguetes de 122 mm para lançadores múltiplos de foguetes, minas de 120 milímetros, bolsas para transporte granadas para um lançador de granadas propulsadas RPG-7 e outros armamentos.

"Todas as armas encontradas serão destruídas em breve no polígono", afirmou Shkolnik. O representante das Forças Armadas da Rússia também relatou a geografia das munições e armas apreendidas: de acordo com as marcas, nas mãos dos terroristas foram parar artilharia dos antigos membros do Pacto de Varsóvia e minas americanas e francesas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas