Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Netanyahu não está impressionado com ameaças do Irã de destruir Israel

Israel não está impressionado com as ameaças do Irã de destruí-lo, já que entende o real equilíbrio de forças, disse o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.


Sputnik

Netanyahu comentou a declaração de ontem (28) do subcomandante do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã, general de brigada Hossein Salami. O general iraniano declarou que qualquer tentativa de Israel de desencadear uma guerra contra o Irã "definitivamente levará à sua própria eliminação e à libertação dos territórios ocupados".


Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu © REUTERS / Petros Karadjias/Pool

"Nas últimas 24 horas, eles apresentaram ameaça de nos destruir e de atacar nossas cidades com mísseis. Nós estamos cientes destas ameaças, mas elas não nos impressionam, porque sabemos quais são nossas capacidades militares de defesa e ataque", afirmou Netanyahu durante uma visita à exposição Cybertech em Tel Aviv.

Voltando ao assunto do evento, Netanyahu acrescentou que o Irã ataca diariamente Israel no ciberespaço. "Nós monitoramos esses ataques, nós vemos esses ataques e sempre os impedimos", disse o premiê israelense.

Em novembro do ano passado, o ministro iraniano de Tecnologia de Informação e Comunicação, Mohammad Javad Azari Jahromi, afirmou que as autoridades iranianas repeliram uma série de ataques de Israel contra os sistemas de telecomunicações do país e que Teerã estaria disposto a denunciar ataques israelenses em tribunais internacionais.

Comentários

Postagens mais visitadas