Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Novas tecnologias do Exército Brasileiro na TV Cultura (VIDEO)

O jornal da TV Cultura apresentou no dia 8.1.2019 uma reportagem sobre as novas tecnologias que estão sendo incorporadas pelo Exército Brasileiro.


Forças Terrestres

Assista no vídeo acima a partir dos 9 minutos imagens do Sisfron, Astros 2020, VBTP Guarani e Centro de Operações Cibernéticas.


Resultado de imagem para Novas tecnologias do Exército Brasileiro na TV Cultura
VBTP-MR Guarani

Orçado em R$ 12 bilhões, o Sisfron – Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras pretende fortalecer a capacidade de ação do Exército na faixa de fronteira do país, uma área uma área de 1,2 milhão de quilômetros quadrados. Por esta razão, o Sisfron é considerado o maior sistema de monitoramento de fronteiras do mundo.

Com início no ano de 2012 e previsão de término em 2023, o Programa ASTROS 2020 contempla, em seu escopo, projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D), de aquisição e de modernização de viaturas do Sistema ASTROS e de construções de instalações de organizações militares.

Na área de P&D encontram-se os projetos de desenvolvimento do Míssil Tático de Cruzeiro (MTC) de 300 Km e do Foguete Guiado SS-40G, ambos contratados junto à empresa AVIBRAS e executados em parceria com o Exército Brasileiro (EB), bem como o Sistema Integrado de Simulação ASTROS (SIS-ASTROS), desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O programa VBTP-MR Guarani implementando no âmbito do Projeto Estratégico do Exército – Guarani (PEE Guarani) permitirá substituir progressivamente as viaturas blindadas 6×6 EE-11 Urutu e EE-9 Cascavel produzidas pela hoje extinta empresa ENGESA (Engenheiros Especializados S/A), e também potenciar a capacidade blindada de muitas unidades.

A viatura deverá ser produzida nas versões de transporte de pessoal, porta morteiro de 120 mm, posto de comando, comunicações, central diretora e tiro, oficina, ambulância, engenharia, defesa antiaérea, lançadora de pontes, defesa QBRN, escola, lançadora de pontes, e de limpeza de minas. A versão básica oferece um peso de 18.3 toneladas, um comprimento de 6.9 metros, largura de 2.7 metros, altura do casco de 2.3 metros, velocidade 90 km/h e uma autonomia de até 600 km.

O desenvolvimento do blindado de rodas foi financeiramente suportado pela Finep – Inovação e Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O Exército Brasileiro é proprietário do desenho, e a Iveco Latin America o seu autor.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas