Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Porta-aviões chinês poderá contar com catapulta para lançar drones

Segundo uma fonte militar, a Marinha chinesa planeja embarcar drones em seu futuro porta-aviões.


Sputnik

Recentemente, um canal de televisão chinês exibiu um vídeo mostrando o drone Tian Ying decolando e pousando, entretanto, o local e quando isso aconteceu não foram revelados. Na ocasião, foi a primeira aparição do drone propulsado.


Porta-aviões chinês
Porta-aviões chinês © AFP 2018 / STR

O Global Times descreve o drone Tian Ying ou Sky Hawk como um veículo aéreo não tripulado de alta altitude, longo alcance e veloz, capaz de realizar missões de reconhecimento e patrulha em territórios hostis.

Além disso, o veículo operará a partir do futuro porta-aviões da China, que utilizará catapultas eletromagnéticas.

O que também indica a possibilidade da utilização do drone em seu futuro porta-aviões são suas rodas do trem de pouso, típicas para operarem em pousos duros e em superfícies de alto impacto, como a bordo de um porta-aviões.

Para utilizar o drone em seu porta-aviões, a China precisará de um porta-aviões capaz de lançar o drone pelo sistema de catapulta, entretanto, as atuais embarcações chinesas realizam o lançamento através do sistema de rampa.

Porém, vale ressaltar que o terceiro porta-aviões chinês, um Type 002 vessel, está sendo construído e pode possuir uma catapulta, o que permitirá a embarcação de drones. Contudo, o terceiro porta-aviões chinês entraria em serviço em 2020, caso seja equipado com o sistema de catapulta.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas