Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Premiê promete: 'Macedônia se tornará membro da OTAN em breve e depois ingressará na UE'

A Macedônia em breve se tornará um membro da OTAN e depois se integrará à União Européia, disse o primeiro-ministro da Macedônia, Zoran Zaev, neste sábado.


Sputnik

"Os parlamentares da Assembleia da República da Macedônia nos deram a oportunidade de entrar nas maiores associações ocidentais do mundo por uma maioria de 2/3 dos votos seguindo a vontade e os interesses estratégicos dos cidadãos (…). Agora, nossa a adesão à OTAN, que já está em andamento, continuará com ritmo acelerado e com resultado claro. Também esperamos que as negociações sobre a adesão à União Europeia sejam iniciadas", disse Zaev.


Resultado de imagem para Zoran Zaev
Primeiro-ministro da Macedônia, Zoran Zaev | Reprodução

Na sexta-feira, 81 dos 120 membros do Parlamento apoiaram as emendas necessárias para renomear a Macedônia para "República da Macedônia do Norte", pondo fim a uma disputa que durava desde 1991.

A mudança é importante porque, temendo que os vizinhos reclamassem parte de território homônimo, a Grécia bloqueava a entrada da Macedônia em vários órgãos internacionais. Oficialmente, o país ainda é conhecido como "Antiga República Iugoslava da Macedônia".

Em setembro, a Macedônia realizou um referendo sobre sua renomeação depois que ministros das Relações Exteriores gregos e macedônios assinaram um acordo em junho. 90% votaram a favor do acordo, mas apenas um terço dos eleitores elegíveis participou do referendo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas