Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Rússia registra violações de cessar-fogo na Síria

O Centro Russo para Reconciliação Síria disse nesta quinta-feira (31) que, ao longo das últimas 24 horas, registrou ao menos 4 violações de cessar-fogo na província síria de Idlib.


Sputnik

A região é hoje uma zona dedicada à diminuição de conflitos na Síria.


Retrato do presidente da Síria, Bashar Assad, no subúrbio de Aleppo
© Sputnik / Mikhail Voskresenskiy

"Apesar do regime de cessar-fogo estabelecido no país, ainda há casos de violação de cessar-fogo na zona de diminuição de conflitos de Idlib", afirmou o líder do Centro, o Tenente General Sergei Solomatin.

Solomatin também detalhou que terroristas atacaram Tall-Bazam, na província de Hama, assim como duas vezes atacaram Nahseba, na província de Latakia. O último ataque aconteceu em Wrah, na província de Aleppo.

O Centro também realizou entregas humanitárias na cidade de Aleppo, levando uma tonelada de pão fresco a pessoas com dificuldades de encontrar alimentos.

A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. As forças do governo estão em conflito com numerosos grupos de oposição, militantes e organizações terroristas. A Rússia, assim como a Turquia e o Irã, é garantidora do regime de cessar-fogo na Síria. Moscou também tem fornecido ajuda humanitária aos residentes da Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas