Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Submarino alemão da 1ª Guerra Mundial aparece em praia francesa (VIDEO)

Graças aos movimentos de areia nessa praia francesa, ficaram visíveis os vestígios de um submarino alemão abandonado pela sua tripulação há 101 anos.


Sputnik

Os restos do submarino alemão UC-61, que datam da época da Primeira Guerra Mundial, foram detectados na praia nos arredores da cidade de Wissant, localizada na região de Nord-Pas-de-Calais, na França.


Casco enferrujado do submarino alemão UC-61 da Primeira Guerra Mundial que ficou preso na areia junto à costa francesa em 1917 reemerge 100 anos depois que a tripulação o abandonou para se render. O submarino foi inundado pelos homens a bordo em julho de 1917. Partes da embarcação têm aparecido na praia cada dois ou três anos
Conforme relatado pelo jornal La Voix du Nord, o submarino teve que ser abandonado na praia francesa por seus 26 tripulantes em 26 de julho de 1917. Passados 101 anos, duas grandes partes do submarino ficaram visíveis graças aos movimentos da areia, tornando-se uma atração turística.

O submarino UC-61 se dedicava a afundar navios aliados, principalmente britânicos e franceses. Em sua última viagem, o navio saiu da Bélgica e estava se dirigindo para as costas francesas para colocar minas, mas ficou encalhado na areia. Ao perceber as dificuldades, a tripulação o abandonou e se rendeu às autoridades francesas.

Atualmente, os vestígios do submarino atraem muitas pessoas. No entanto, não se sabe se o submarino se tornará ainda mais visível ou se será enterrado novamente pela areia.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas