Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

1º sistema de mísseis russos S-350 Vityaz será posicionado na área de São Petersburgo

O primeiro novíssimo sistema de mísseis terra-ar de médio alcance S-350 Vityaz será enviado ao centro de formação da Força Aeroespacial da Rússia da região de Leninegrado (zona metropolitana em torno de São Petersburgo), comunicou na terça-feira (5) o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"A Força Aeroespacial receberá em 2019 pela primeira vez o novíssimo sistema de mísseis S-350 Vityaz. O sistema será instalado no centro de formação da Força Aeroespacial da região de Leninegrado. Primeiramente, o pessoal será treinado a usar o novo equipamento", fala o comunicado da entidade.


Ssistema de mísseis russos S-350 Vityaz
S-350 Vityaz © Sputnik / Ramil Sitdikov

O sistema de nova geração S-350 Vityaz, desenvolvido pela empresa Almaz-Antey, é um veículo autopropulsado lançador de mísseis. O sistema usa radares multi-função com escaneamento eletrônico do espaço e um posto de comando instalado no chassi do veículo especial BAZ. O S-350 Vityaz dispara mísseis terra-ar de médio alcance, usados no sistema S-400, bem como mísseis de curto alcance.

De acordo com os desenvolvedores, as capacidades do sistema são superiores às dos seus homólogos estrangeiros, devendo substituir o S-300 com mísseis V55R, cujo prazo de vida útil cessou em 2015.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas