Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Ataque terrorista no Irã teria deixado um militar morto e 5 feridos

Militares do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC) do Irã foram mortos durante um ataque de terroristas no sudeste do Irã, informa a agência de notícias IRNA neste sábado (2).


Sputnik

agência não especificou o número de mortos.

No entanto, segundo a Fars News uma pessoa morreu e cinco ficaram feridas. Os terroristas atacaram o quartel-general do IRGC na cidade de Nik Shahr, na província de Sistão-Baluchestão.

Militares do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (CGRI) marcham durante uma parada militar em homenagem à Guerra Irã-Iraque, de 1980-1988
Militares iranianos © REUTERS / MORTEZA NIKOUBAZL

A agência Mehr informa que o grupo terrorista Jaish ul-Adl, fundado por militantes da organização sunita armada Jundallah que tem ligações à Al-Qaeda (proibida na Rússia), reivindicou a responsabilidade pelo ataque.

O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã, criado em abril de 1979 a partir das milícias dos Comitês Revolucionários Islâmicos, apoiantes do líder xiita iraniano aiatolá Khomeini, está sob comando do líder supremo do Irã. O IRGC é composto pelo comando principal, estado-maior conjunto, forças aérea, terrestre e naval e inclui as forças especiais Quds e as forças da milícia nacional Basij.


Comentários

Postagens mais visitadas