Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

'Avião mais mortífero dos EUA' é danificado ao sair de hangar

Um avião E-6B Mercury da Marinha dos EUA, qualificado por vários especialistas como "o avião mais mortífero do Pentágono", ficou danificado durante um acidente que ocorreu na base aérea de Tinker, Oklahoma.


Sputnik

Sua reparação custará aproximadamente US$ 2 milhões (R$ 7,5 milhões), de acordo com o portal Military.com, que citou o tenente Travis Callaghan, porta-voz da Aviação Naval dos EUA.


O Boeing E-6B Mercury da Marinha dos EUA (uma variante B707) foi substancialmente danificado na Tinker AFB, Oklahoma City, quando o seu tailfin superior bateu no teto de um cabide de onde deveria ser rebocado.

Segundo repórteres, no dia 7 de fevereiro, a aeronave, com um tripulante a bordo, estava saindo do hangar durante "suas operações diárias", quando o estabilizador traseiro superior atingiu o teto da instalação.

De acordo com Callaghan, a investigação do incidente está em curso.



A principal missão do E-6B Mercury da Marinha dos EUA consiste na manutenção da comunicação entre as autoridades do Comando Nacional e as forças nucleares norte-americanas. Aqui radica a letalidade do E-6: seu último objetivo é ordenar o lançamento de mísseis nucleares, inclusive se os centros de comando em terra forem destruídos por um ataque inimigo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas