Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Caça Gripen derrotou o F-16 e F/A-18 em exercícios

Em vários exercícios realizados entre os caças Gripen C suecos e aviões de combate de países europeus, o Gripen tem superado seus adversários com facilidade.


Poder Aéreo

Em 2004, contra os F-16, o Gripen mostrou não ter nenhum problema para se posicionar atrás da cauda dos F-16, na posição 6 horas, embora o Viper seja conhecido por ser uma aeronave quase imbatível em “dogfight”.

Caças Gripen suecos e F-16 da Dinamarca

Os F-16 não conseguiram igualar a super manobrabilidade do Gripen, com sua configuração delta/canard instável.

O Gripen não tem a mesma TWR (Thrust-to-Weight Ratio) dos caças americanos, mas seu moderno design aerodinâmico permite que ele faça curvas mais apertadas sem perder a energia. Nas palavras de um dos pilotos do Gripen: “Se o F 16 e o Gripen executarem um giro de 9g, o F-16 perde muito mais velocidade do que o Gripen”.

No combate BVR (beyond Visual Range) o Gripen também se saiu melhor. Em exercícios com os F/A-18 finlandeses, o Gripen venceu todos os combates WVR e BVR.

O data link TIDLS (Tactical Information Data Link System) do Gripen provou ser uma ferramenta superior nos combates BVR. Os F/A-18 foram atingidos com vários mísseis simulados AMRAAM antes de saberem que os Gripens estavam presentes.

Os pilotos do Gripen disseram que em combates WVR o F/A-18 ficou ainda mais fácil de derrotar em altitudes menores, e a 2.000 metros, simplesmente não houve competição: os F/A-18 foram massacrados.

FONTE: Fórum F-16.net

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas