Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Caças Su-30MK2V venezuelanos sobrevoam fronteira com a Colômbia

Informes no Twitter dizem que pelo menos dois caças Su-30MK2V sobrevoaram a fronteira da Venezuela com a Colômbia.


Poder Aéreo

Os aviões teriam quebra a barreira do som para aumentar o moral dos apoiadores de Maduro e da Guarda Nacional da Venezuela.

Su-30MKV da Venezuela

Enquanto isso, na cidade venezuelana de Ureña pessoas tentaram abrir caminho na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia para receber mantimentos e ajuda humanitária.

A Guarda Nacional abriu fogo contra os manifestantes e alguns foram hospitalizados.

Há também relatos de diversos militares venezuelanos desertando, incluindo um oficial da Marinha.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas