Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Conseguirão EUA e OTAN interceptar míssil hipersônico russo Tsirkon?

O especialista militar russo indica as capacidades do míssil hipersônico russo Tsirkon e avalia se os EUA terão armamentos capazes de interceptá-lo.


Sputnik

O míssil hipersônico russo Tsirkon é um sistema muito avançado, quase impossível de interceptar hoje, opina o analista militar Vladislav Shuriguin em entrevista ao canal russo Zvezda.


Teste do novo míssil russo no polígono de Sary-Shagan, no Cazaquistão (imagem ilustrativa)
Lançamento do míssil russo Tsirkon © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

Segundo o especialista, o Tsirkon é sistema que permite atacar "qualquer objetivo protegido, naval ou terrestre, em questão de segundos".

"Os americanos e a OTAN simplesmente não têm forma de destruir o míssil russo Tsirkon, pelo menos hoje, agora a possibilidade de interceptar o Tsirkon é de 0,1%, ou seja, para derrubá-lo seriam necessários pelo menos 10 mísseis interceptadores", explicou.

Recentemente, outro especialista russo, o contra-almirante aposentado Vsevolod Khmyrov, afirmou que os navios russos poderiam disparar simultaneamente cerca de 40 mísseis Tsirkon contra os centros de decisão localizados nos EUA, que seriam garantidamente atingidos.

Em 20 de fevereiro, o presidente russo, Vladimir Putin, disse em seu discurso sobre o estado da nação à Assembleia Federal (parlamento russo) que o míssil hipersônico Tsirkon, projetado para armar navios e submarinos de superfície, teria uma velocidade de 9 Mach (11.000 km/h) e um alcance de mais de 1.000 km.

Os testes governamentais do novo míssil hipersônicos devem ser realizados já no ano corrente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas