Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Destróier dos EUA Donald Cook chega ao porto ucraniano de Odessa (VÍDEO)

O destróier norte-americano USS Donald Cook entrou no porto ucraniano de Odessa com a finalidade de tomar parte em manobras navais conjuntas com a Marinha da Ucrânia.


Sputnik

Segundo comunica o portal Dumskaya, o navio tem estadia planejada nesse porto até 27 de fevereiro. Na Internet já apareceram várias imagens do navio recém-chegado.


O destróier de mísseis guiados USS Donald Cook (DDG-75) da classe Arleigh Burke em Odessa

O destróier americano em questão se encontra nas águas do mar Negro desde 19 de fevereiro. De acordo com a declaração oficial do Comando da Sexta Frota da Marinha estadunidense, o navio está efetuando uma "operação para garantir a segurança no mar".

A tripulação do navio já participou de manobras com a fragata turca TCG Faith. Ademais, planeja-se organizar treinamentos semelhantes com navios da Marinha ucraniana.

Vale destacar que esta é já a segunda passagem do destróier pelo mar Negro neste ano. No fim de janeiro, o USS Donald Cook passou cinco dias no porto de Batumi, Geórgia.

No entanto, a Marinha da Rússia está vigiando com atenção as ações do navio militar estadunidense.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas