Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Divulgado VÍDEO de ataque com míssil contra tanque T-34 no Iêmen

Nos últimos meses, a milícia iemenita lançou vários mísseis balísticos contra alvos no sul da Arábia Saudita em meio à campanha de bombardeios da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra os militantes.


Sputnik

As imagens mostram o momento exato em que um projetil atinge um tanque T-34-85 das forças do governo do Iêmen. O vídeo foi publicado pelo jornalista Mohamed Mansour.


Resultado de imagem para t-34 iemen

À primeira vista, parece que o compartimento do motor foi atingido, mas não se sabe o quanto o projétil danificou o tanque de fabricação soviética da época da 2ª Guerra Mundial.

O conflito político-militar no Iêmen entre o governo e os rebeldes houthis do movimento xiita Ansar Allah persiste desde 2014. Em março de 2015, uma coalizão militar de países árabes, liderada pela Arábia Saudita, tem apoiado o governo.

Em dezembro de 2018, as partes do conflito no Iêmen reuniram-se, pela primeira vez em vários anos, à mesa de negociações, que foram organizadas na Suécia sob os auspícios da ONU. Eles conseguiram chegar a um número importante de acordos. Em particular, a troca de prisioneiros e o cessar-fogo na cidade portuária de Hodeida, banhada pelo mar Vermelho.
Assista o video aqui

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas