Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Divulgado VÍDEO de ataque com míssil contra tanque T-34 no Iêmen

Nos últimos meses, a milícia iemenita lançou vários mísseis balísticos contra alvos no sul da Arábia Saudita em meio à campanha de bombardeios da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra os militantes.


Sputnik

As imagens mostram o momento exato em que um projetil atinge um tanque T-34-85 das forças do governo do Iêmen. O vídeo foi publicado pelo jornalista Mohamed Mansour.


Resultado de imagem para t-34 iemen

À primeira vista, parece que o compartimento do motor foi atingido, mas não se sabe o quanto o projétil danificou o tanque de fabricação soviética da época da 2ª Guerra Mundial.

O conflito político-militar no Iêmen entre o governo e os rebeldes houthis do movimento xiita Ansar Allah persiste desde 2014. Em março de 2015, uma coalizão militar de países árabes, liderada pela Arábia Saudita, tem apoiado o governo.

Em dezembro de 2018, as partes do conflito no Iêmen reuniram-se, pela primeira vez em vários anos, à mesa de negociações, que foram organizadas na Suécia sob os auspícios da ONU. Eles conseguiram chegar a um número importante de acordos. Em particular, a troca de prisioneiros e o cessar-fogo na cidade portuária de Hodeida, banhada pelo mar Vermelho.
Assista o video aqui

Comentários

Postagens mais visitadas