Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Erdogan: Turquia está fazendo o possível para evitar ataques a base russa na Síria

A Turquia está fazendo tudo que é possível para evitar ataques de militantes contra a base aérea russa de Hmeymim, na Síria, afirmou nesta quinta-feira o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

"Nós estamos unindo todos os esforços para prevenir ataques à base militar da Rússia em Hmeymim. Nossas agências militares agem de maneira coordenada", disse Erdogan antes de uma conversa com o chefe de Estado russo, Vladimir Putin.


Presidente russo Vladimir Putin durante encontro com seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan em Sochi, em 17 de setembro de 2018
Recep Tayyip Erdogan e Vladimir Putin © Sputnik / Mikhail Klimentiev

Ainda de acordo com o líder da Turquia, no momento, os drones turcos não registraram nenhum equipamento que representasse algum perigo imediato na região.

A declaração é uma resposta a preocupações levantadas após recentes ataques da organização extremista conhecida como Frente al-Nusra contra posições do Exército Sírio na zona de desescalada de Idlib. De acordo com Moscou, a situação na área representaria grande ameaça à base russa de Hmeymim, bem como a civis e a militares sírios em regiões próximas.

No ano passado, a Rússia relatou uma série de ataques contra a sua base na Síria, realizados por grupos armados ilegais que lutam pela derrubada do governo de Bashar Assad.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas