Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

EUA esperam que Venezuela dependa menos de Rússia e Cuba

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, expressou esperança de que a Venezuela dependa menos de Rússia e Cuba após uma mudança de poder no país sul-americano.


Sputnik

"Esperamos que, depois da mudança pacífica de poder, que é nosso objetivo final, o povo da Venezuela queira ser soberano e independente em vez de confiar nos cubanos e nos russos no que diz respeito à segurança e à prosperidade", declarou o chefe da diplomacia dos Estados Unidos em entrevista ao Fox Business, ao ser questionado sobre a influência de Moscou sobre Caracas.


Resultado de imagem para Mike Pompeo
Mike Pompeo | Reprodução

Mais cedo, Pompeo fez um apelo às autoridades da Venezuela para permitirem a entrada de ajuda humanitária no país, manobra vista pelo presidente venezuelano, Nicolás Maduro, como um pretexto para uma possível invasão estrangeira.

"O povo venezuelano precisa desesperadamente de ajuda humanitária. Os EUA e outros países estão tentando ajudar, mas as forças armadas da Venezuela, sob as ordens de Maduro, estão bloqueando a ajuda com caminhões e navios-tanque. O regime de Maduro deve deixar o auxílio chegar às pessoas que estão morrendo de fome."

No dia 23 de janeiro, o opositor Juan Gerardo Guaidó Márquez, presidente interino da Assembleia Nacional da Venezuela, se declarou presidente interino também da República, aprofundando ainda mais a crise política que vem atingindo o país nos últimos anos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas