Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Evo Morales: ao admitir intervenção, Trump reconhece ser instigador do golpe na Venezuela

O presidente boliviano, Evo Morales, disse que as palavras do líder americano Donald Trump sobre a possibilidade de enviar militares à Venezuela revelam o papel principal dos EUA na tentativa de organizar um golpe nessa república latino-americana.


Sputnik

Mais cedo no domingo (3), o presidente norte-americano, Donald Trump, disse à CBS que uma possível intervenção militar dos EUA na atual crise política da Venezuela é "uma das opções".


Presidente bolivariano Evo Morales (foto do arquivo)
Evo Morales © AFP 2018 / ODD ANDERSEN

Morales é um dos poucos líderes sul-americanos que apoiam Nicolás Maduro, enquanto os demais expressaram seu apoio a Juan Guaidó, líder da oposição venezuelana, que se proclamou presidente interino. A Bolívia participará da primeira reunião do grupo de contato sobre a Venezuela, marcada para 7 de fevereiro em Montevidéu.

A Venezuela está passando por uma crise política que se agravou ainda mais depois que o líder da oposição, Juan Guaidó, se autoproclamou em 23 de janeiro presidente interino do país.

O atual presidente Nicolás Maduro acusou Washington de tentar orquestrar um golpe de Estado no país com sua decisão de declarar o apoio dos EUA e seus aliados a Guiadó.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas