Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

França reconhecerá Guaidó como presidente se nova eleição não for convocada neste domingo

A ministra francesa para Assuntos Europeus, Nathalie Loiseau, disse que a França reconhecerá Juan Guaidó como presidente da Venezuela caso novas eleições não sejam convocadas até a noite deste domingo (3).


Sputnik

Guaidó é o chefe Assembleia Nacional da Venezuela e se declarou presidente interino em 23 de janeiro.


Resultado de imagem para Nathalie Loiseau
Nathalie Loiseau | Reprodução

"A eleição [do presidente venezuelano Nicolás] Maduro foi uma farsa. Se ele não se empenhar em organizar eleições presidenciais antes de hoje à noite, consideraremos Guaidó como o legítimo presidente da Venezuela", disse Loiseau, segundo o jornal Le Figaro.

Maduro enfrenta crescente pressão internacional para deixar o cargo.

Os Estados Unidos e o Grupo de Lima (Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru) já reconhecem Guaidó como presidente.

Comentários

Postagens mais visitadas