Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Índia comprará 73 mil fuzis de assalto americanos

O Exército da Índia vai comprar cerca de 73 mil fuzis de assalto SIG Sauer produzidos nos EUA, informou a NDTV neste domingo (3).


Sputnik

A decisão foi aprovada pela ministra da Defesa da Índia, Nirmala Sitharaman.


Exército indiano desfilando em Nova Deli durante a parada do Dia da República, 26 de janeiro de 2019
Militares indianos © AFP 2018 / Money SHARMA

"O contrato deve ser fechado em uma semana e a empresa norte-americana terá de fornecer os fuzis no prazo máximo de um ano a partir da data do contrato", disse uma fonte anônima de alto escalão à agência.

Segundo a informação, os novos fuzis serão usados principalmente pelos militares posicionados ao longo da fronteira com a China.

Além disso, fontes oficiais relataram que as armas substituirão os fuzis de assalto INSAS (Sistema Nacional Indiano de Armas Leves).

O Exército indiano está pressionando o governo para agilizar o processo de aquisição de vários sistemas de armamentos, considerando as crescentes ameaças à segurança do país, incluindo nas fronteiras da Índia com o Paquistão e a China.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas