Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Interesse do Paquistão pelo caça furtivo chinês J-31 preocupa a Índia

O Paquistão está interessado no caça furtivo Shenyang J-31 (FC-31) da China, aeronave de quinta geração bimotor revelada no airshow de Zhuhai.


Poder Aéreo

Informes dizem que a Força Aérea do Paquistão tem interesse em adquirir de até 30 a 40 caças Shenyang J-31.

Shenyang J-31
Shenyang J-31

A Índia, que só terá seus caças furtivos provavelmente na próxima década, está preocupada se tal aquisição vier a se concretizar.

As nações que enfrentam restrições de exportação dos EUA ou não podem arcar com os custos do Lockheed Martin F-35 poderão adquirir o J-31, um caça furtivo mais barato, acessível a países com baixo orçamento.

Se a China vier a exportar esses caças furtivos de 5ª geração para o Paquistão, isso certamente trará muitos desafios para a Índia, que teve problemas com a Rússia no desenvolvimento do FGFA, baseado no PAK FA, agora Su-57.

O J-31 é um caça menor que o Chengdu J-20, parecendo um F-35 bimotor. Ele possui duas baias de armas internas para transportar mísseis de médio ou longo alcance, bombas e outras armas ar-superfície.

Foi revelado mais recentemente que a China estaria desenvolvendo uma versão embarcada em porta-aviões do J-31/FC-31 para equipar os futuros porta-aviões chineses com catapultas eletromagnéticas.

Comentários

Tento imaginar como seria bom ter uns desses por aqui.

Postagens mais visitadas