Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

VÍDEO: Saab Gripen E 39-10 realiza teste de motor

A Saab divulgou vídeo do terceiro Saab Gripen E, o 39-10, realizando teste de motor.
Poder Aéreo

No Programa de Testes do Gripen E, os protótipos 39-8 e 39-9 estão servindo como plataforma para a Flight Test Instrumentation (FTI) e para testes de sistemas.
O 39-10 aferirá o peso correto da aeronave, testará a plataforma e sistemas.

Os Gripens E 39-9 e 39-10 se beneficiaram com computadores novos e atualizados, melhorando ainda mais a capacidade da aeronave, em relação à primeira 39-8.

O Gripen 39-10 deverá ser seguido pelo primeiro avião da Força Aérea Brasileira, que está em fase final de montagem na Suécia.
Assista aqui o vídeo

Manifestantes indianos comemoram ataque aéreo em território paquistanês

Manifestantes saíram nesta terça-feira às ruas de várias cidades da Índia para comemorar o ataque aéreo contra acampamentos insurgentes em território paquistanês, após o atentado que matou 42 policiais na Caxemira indiana e que foi reivindicado por um grupo terrorista com base no Paquistão.


EFE

Nova Delhi - "O Paquistão é uma nação terrorista" e "não justifiquem o terrorismo" foram alguns dos cartazes exibidos pelos manifestantes em Nova Délhi, onde houve queima de fogos de artifício em sinal de apoio ao bombardeio realizado por caças indianos.


EFE/ Piyal Adhikary
EFE/ Piyal Adhikary

Apresentado pelo governo da Índia como um "ataque preventivo", no qual morreram vários membros do grupo insurgente Jaish-e-Mohammed (JeM), a operação militar provocou expressões de alegria em Calecute (leste da Índia), onde algumas pessoas encararam a chuva para cantar slogans patrióticos e tremular bandeiras indianas.

Bombaim (oeste), Bhopal (centro) e Amritsar (noroeste) também foram palco de manifestações em apoio ao bombardeio, assim como a cidade de Jammu, no sul do estado de Jammu e Caxemira, cuja população é de maioria hindu.

O Paquistão acusou a Índia de violar seu espaço aéreo com caças de combate que lançaram explosivos, embora tenha afirmado que não causaram danos nem vítimas, enquanto disse que tem todo o direito de dar uma "resposta razoável" por esta "grave agressão".

A ação militar da Índia foi uma resposta ao atentado suicida com um veículo carregado com explosivos ocorrido no último dia 14, no qual morreram 42 policiais e que foi reivindicado pelo JeM.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas