Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Marinha da Rússia recebe sistemas que 'cegam o inimigo'

A Ruselectronics, pertencente à corporação estatal russa Rostec, começou a fornecer à Marinha da Rússia estações de interferências ópticas visuais 5P-42 Filin. Esses sistemas são capazes de cegar o inimigo, informou o serviço de imprensa da empresa à Sputnik.


Sputnik

No momento, a fragata Admiral Kasatonov e a fragata Admiral Gorshkov estão equipadas com dois conjuntos da estação Filin. Esse equipamento também será instalado em duas fragatas do Projeto 22350 que estão sendo construídas no estaleiro Severnaya Verf.


Fragata russa Admiral Gorshkov
Fragata russa Admiral Gorshkov © Sputnik / Alexei Danichev

A estação Filin foi projetada e desenvolvida pela Fábrica Experimental Integral para supressão dos canais ópticos visuais e ópticos eletrônicos de observação e pontaria de armas ligeiras durante a noite e ao crepúsculo. O funcionamento da estação é baseado na modulação do brilho da radiação luminosa. As oscilações de baixa frequência do brilho da radiação provocam distúrbios temporários reversíveis dos órgãos de visão devido à excitação dos nervos ópticos.

Segundo representantes da Ruselectronics, voluntários que experimentaram a influência da Filin referiram sua incapacidade para dispararem com precisão armas ligeiras em alvos protegidos pelo sistema quando ele está colocado a uma distância até dois quilômetros das posições dos atiradores devido à falta de visibilidade do alvo. Ao mesmo tempo, um quinto dos voluntários sentiu efeitos alucinógenos, enquanto cerca de metade dos testadores referiu sinais de desorientação espacial, náuseas e tonturas.

Além disso, a Ruselectronics acrescentou que a radiação emitida no espectro visível e parte do espectro infravermelho, juntamente com a modulação de alta frequência do brilho, podem suprimir eficazmente os telêmetros laser infravermelhos, os dispositivos de visão noturna e os sistemas de orientação de mísseis guiados antitanque em distâncias de até cinco quilômetros.

Fortalecimento da Marinha russa em 2019

Como parte da encomenda estatal, para 2019 estão previstos numerosos fornecimentos de equipamentos militares e armamentos para o Exército e a Marinha. Segundo o projeto de orçamento federal, os gastos com defesa, segurança e manutenção da ordem pública neste ano serão superiores a 1,3 trilhão de rublos (R$ 72,7 bilhões).

De acordo com o comandante-chefe da Marinha, almirante Vladimir Korolev, serão construídos cerca de trinta navios e embarcações de várias classes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas