Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Marinha dos EUA recebe novo submarino nuclear de ataque

O novo submarino comissionado pela Marinha dos EUA em cerimônia oficial realizada no sábado (2) é capaz de transportar mísseis Tomahawk de longo alcance.


Sputnik

Segundo o comunicado da Marinha norte-americana, o submarino de ataque rápido USS South Dakota (SSN 790) será "o mais moderno e sofisticado submarino de ataque do mundo".


Resultado de imagem para USS South Dakota
USS South Dakota SSN 790 | Reprodução

O submersível mede 114,8 metros de comprimento e é o 17º submarino nuclear da classe Virginia. Com um deslocamento de 7.800 toneladas, ele acomoda uma tripulação de cerca de 130 marinheiros e atinge uma velocidade de 46 quilômetros por hora. A modernização do poder de fogo do submarino inclui dois tubos de lançamento individuais, cada um equipado com seis mísseis de cruzeiro Tomahawk.

O submarino também foi dotado de um novo revestimento acústico do casco, uma série de melhorias na sala de máquinas, projetadas para reduzir o ruído, e dois novos radares ultrassônicos. Essas características acústicas visam aumentar o seu nível de furtividade.

Está prevista a construção de um total de 48 submarinos dessa classe, sendo que os 33 primeiros deverão estar concluídos até 2020.

"O USS South Dakota entra em serviço durante um período de desafios dinâmicos de segurança. Estou confiante de que o USS South Dakota e sua tripulação garantirão que nossa Marinha e nação permanecerão seguras e fortes", disse o secretário da Marinha dos EUA, Richard Spencer.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas