Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Míssil guiado de alta precisão da Índia passa com sucesso por testes de tiro

O míssil antitanque indiano, denominado Nag (Cobra), pode ser lançado a partir do solo ou do ar, atingindo um alcance de 4 km e 7 km, respectivamente.


Sputnik

A Índia testou com sucesso seu míssil nacional desenvolvido para ser lançado por helicópteros. O míssil guiado antitanque foi testado na costa de Odisha, conforme informa a agência de notícias PTI. O nome HeliNa é uma fusão de HEL (helicóptero) com NA (Nag).


Imagem relacionada
Reprodução

A Organização de Desenvolvimento e Pesquisa da Defesa (DRDO) tem trabalhado no Nag desde 2009, tendo gasto aproximadamente US$ 47 milhões (R$ 174,4 milhões) para seu desenvolvimento. Os testes foram realizados com o objetivo de comprovar a capacidade de alcance do míssil.

Uma notícia citando fontes na Defesa afirma que o sistema de armas HeliNa (versão para helicóptero do Nag) foi lançado e rastreou o alvo sem qualquer problema por todo o percurso antes de atingi-lo com alta precisão. O próximo teste do míssil deve ser realizado em um curto período de tempo.

O "cobra" é guiado por sistema infravermelho operando no modo "bloqueio antes do lançamento" com um alcance entre 4 e 7 km. Com isso, o míssil antitanque indiano possui o maior alcance do mundo em mísseis desse tipo.

Os mísseis HeliNa integrarão os helicópteros militares Dhruv, que transportarão 8 mísseis em 2 lançadores quádruplos em cada lado do helicóptero, conectados a um sistema de visão térmica e telêmetro a laser.

Atualmente a Índia utiliza mísseis antitanque de fabricação americana, europeia, israelense, russa e soviética.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas