Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Motoristas se deparam com míssil nuclear poderosíssimo no trânsito em Moscou (VÍDEO)

Um complexo de míssil estratégico Yars foi visto hoje (26) em engarrafamento na rodovia, que circula toda a capital russa, dividindo a estrada com carros comuns.


Sputnik

Nas redes sociais surgiram fotos e vídeo do complexo nas estradas de Moscou que mostram o equipamento militar sem conseguir ir mais rápido devido ao trânsito.


A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Reprodução

Segundo mídia local, o equipamento está se dirigindo da região de Ivanovo para a vila de Alabino, localizada perto da capital russa, para se preparar para a Parada Militar, que acontecerá no dia 9 de maio na Praça Vermelha.

A complexo percorreu três regiões russas, se locomovendo 400 quilômetros, declarou o Ministério da Defesa da Rússia, segundo mídia.

Os mísseis balísticos intercontinentais Yars, com alcance de 12 mil quilômetros, equipados com ogivas separadas, dependendo da modificação, podem portar de três a seis ogivas nucleares com potência de 300 quilotons cada uma.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas