Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump não precisa de autorização do Congresso para declarar guerra ao Irã, diz analista

Donald Trump pode não precisar do aval do Congresso para declarar guerra contra o Irã, algo que seus conselheiros "vêm construindo discretamente" um caso em meio a sanções crescentes, informa Jonathan Allen, da NBC News.
Sputnik

O articulista afirma que os principais elementos do plano incluem ligar a al-Qaeda ao Irã para retratar a República Islâmica como uma ameaça terrorista aos EUA, "o que é exatamente o que as autoridades do governo vêm fazendo nas últimas semanas".

"Isso poderia dar a Trump a justificativa que ele precisa para combater o Irã sob a resolução de uso de força de 2001, sem aprovação do Congresso", Allen argumenta, acrescentando que o Congresso dificilmente concederá ao presidente americano "nova autoridade para atacar o Irã nas circunstâncias atuais ”.

Os comentários do autor vêm depois que o New York Times citou vários altos funcionários norte-americanos não identificados dizendo que “[o presidente Donald] Trump foi firme em dizer que…

Navios norte-americanos voltam a navegar pelo estreito estratégico de Taiwan

Um destróier de mísseis e um navio de carga da Marinha norte-americana atravessaram nesta segunda-feira (25) o estreito de Taiwan, enviando um sinal a Pequim de que os EUA continuarão apoiando Taiwan apesar das ameaças recentes do governo chinês, segundo o canal Fox News.


Sputnik

"O USS Stethem (DDG 63) e o USNS Cesar Chavez (T-AKE-14) realizaram uma passagem de rotina através do estreito de Taiwan em 25 de fevereiro, em conformidade com o direito internacional. A passagem dos navios através do estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos EUA com um Indo-Pacífico livre e aberto", disse o porta-voz da Frota do Pacífico dos EUA, Tim Gorman, citado pelo portal USNI News.


O destróier norte-americano USS Stethem da classe Arleigh Burke ultrapassando águas da península Coreana durante os treinamentos conjuntos com a Coreia do Sul, em 22 de março de 2017
USS Stethem (DDG 63) © REUTERS / Marinha dos EUA

Segundo o porta-voz, a Marinha dos EUA "continuará navegando, voando e operando em qualquer lugar que o direito internacional permita". É a quarta vez nos últimos cinco meses que navios estadunidenses passam pelo estreito.

Mesmo que as embarcações dos EUA naveguem pelo estreito (que separa a China continental da sua província separatista) sem realizar exercícios militares, o que é permitido pelo direito internacional, Pequim insiste que os navios de guerra de outros países peçam autorização e notifiquem com antecedência as autoridades chinesas sobre a passagem por suas águas territoriais.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas