Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Novíssimo navio não tripulado da China seria aviso para EUA? (VIDEO)

A empresa de construção naval China Shipbuilding, junto com a Offshore International Company, apresentou na exposição internacional de defesa IDEX 2019 em Abu Dhabi um modelo do seu navio de ataque não tripulado JARI USV.


Sputnik

A embarcação é capaz de atingir velocidades de até 42 nós (78 km/h), tendo autonomia de até 500 milhas náuticas, de acordo com o portal Defence News.


JARI USV | Reprodução

O navio não tripulado de 15 metros de comprimento pesa 20 toneladas. O JARI USV pode ser usado para cumprir tanto tarefas antiaéreas, como antissubmarino.

O navio está dotado de um sensor eletro-óptico na parte superior da estrutura, radar de matriz faseada e sonar. Além disso, a embarcação possui oito células de lançamento vertical, lançadores de torpedos e de mísseis e uma metralhadora.

De acordo com a edição, o JARI USV pode representar uma resposta da China às tentativas contínuas da Marinha dos EUA de aplicar tecnologias não tripuladas para combate à superfície e debaixo d’água em zonas de difícil acesso, tais como no mar do Sul da China.

No vídeo dedicado ao robô naval, o JARI USV ataca um navio semelhante às embarcações norte-americanas LCS.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas