Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Novo grupo de deslocados sai do último reduto do EI na Síria

Um novo grupo de deslocados de várias nacionalidades saiu nesta sexta-feira do último reduto do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), na província síria de Deir ez-Zor, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.


EFE

Beirute - Os deslocados são pelo menos 12 homens e quatro mulheres, que segundo a ONG são "esposas de membros do EI" de várias nacionalidades, além de várias crianças.


Resultado de imagem para deir ez zor refugiados
Reprodução

O Observatório não informou se os homens são civis ou combatentes do grupo terrorista.

Este é o primeiro grupo de deslocados que sai desde a última quarta-feira deste território controlado pelos jihadistas, uma área de cerca de quatro quilômetros quadrados no leste do rio Eufrates, perto da fronteira com o Iraque.

Segundo a última apuração do Observatório, desde 1º de dezembro do ano passado até a última quarta-feira 37.101 pessoas saíram desta região.

As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança de milícias lideradas por curdos, estão fazendo uma ofensiva contra o último reduto do EI desde setembro de 2018, com o apoio da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos.

Durante as últimas semanas as milícias curdas avançaram em sua campanha conquistando praticamente todo o território controlado pelos jihadistas na província síria de Deir ez-Zor.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas