Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Paquistão abate caça MiG-21 indiano e captura piloto na Caxemira

Em meio à escalada das tensões depois que a Força Aérea Indiana (IAF) bombardeou o maior campo de treinamento da Jaish-e-Muhammad na Caxemira, caças indianos MiG-21 Bison entraram em combate com caças JF-17 paquistaneses.


Por Alexandre Galante | Poder Aéreo

Autoridades das Forças Armadas do Paquistão divulgaram no Twitter alguns vídeos e imagens mostrando um piloto de caça indiano abatido no seu lado da Caxemira. O Paquistão diz que abateu dois MiG-21 e tem dois pilotos em custódia, enquanto a Índia só reconhece a perda de uma aeronave e o desaparecimento do seu piloto.


MiG-21 Bison
MiG-21 Bison indiano | Reprodução

No vídeo compartilhado pelo Paquistão, um dos pilotos estava vestindo um traje de voo e é ouvido dizendo que é o Wing Commander Abhi Nandan.

Uma fonte informou que o Comandante de Ala Abhi Nandan é piloto de de MiG-21 do 51º Esquadrão da IAF.

Dois caças MiG-21 Bison teriam sido acionados para interceptar dois JF-17 do Paquistão que invadiram o espaço aéreo indiano na Caxemira. No engajamento, pelo menos um MiG-21 indiano foi abatido.


JF-17 Thunder da PAF

Houve relatos de que, antes do abate do MiG-21, caças paquistaneses e indianos tiveram encontros durante o dia sobre a Caxemira, travando os radares uns nos outros, mas sem engajamento.


Militar paquistanês sobre destroços de um MiG-21 indiano

F-16

Enquanto isso, a mídia indiana informou que um caça F-16 da Força Aérea do Paquistão (PAF) também foi abatido no lado paquistanês da linha de cessar-fogo na Caxemira.

Tanto a Índia quanto o Paquistão reivindicam toda a Caxemira, mas controlam apenas partes dela.

De acordo com um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Índia, a PAF visou instalações no lado indiano da Caxemira e uma aeronave da PAF foi abatida, caindo em território paquistanês. Fontes não oficiais afirmam que um MiG-21 foi responsável por derrubar o F-16.

As escaramuças acontecem um dia depois de a Índia ter realizado um ataques aéreo no Paquistão, com jatos Mirage 2000 empregando bombas de precisão Spice 2000 contra instalações do grupo Jaish-e-Muhammad em Bala Kote.

O ataque aéreo indiano foi lançado em resposta a um ataque de militantes na Caxemira que matou 40 soldados indianos – o mais mortífero ocorrido durante uma insurgência de três décadas contra o domínio indiano na Caxemira. Um grupo paquistanês assumiu a responsabilidade pelo ataque.

NOTA DO PODER AÉREO: Durante a madrugada foram publicadas muitas informações falsas sobre os abates de aeronaves, tanto do lado paquistanês quanto do lado indiano. Foram publicadas também imagens antigas de aeronaves indianas acidentadas como se tivessem sido abatidas. A guerra de informações falsas gera muito ruído na rede e dificulta o trabalho dos jornalistas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas