Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Parlamento grego ratifica protocolo sobre adesão da Macedônia do Norte à OTAN

O parlamento da Grécia ratificou por uma estreita margem, nesta sexta-feira, o protocolo sobre a adesão da Macedônia do Norte à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).


Sputnik

O protocolo foi apoiado por 153 dos 300 parlamentares da assembleia legislativa, com 140 deles votando contra e apenas uma abstenção. 


Soldado romeno com bandeira da OTAN (arquivo)
© AP Photo/ Vadim Ghirda

Com a conclusão do processo de ratificação do protocolo de adesão da OTAN por todos os 29 Estados-membros da OTAN, a República da Macedônia, que foi recentemente renomeada para República da Macedônia do Norte, irá se tornar um membro de pleno direito da organização, com direito de voto em todas as decisões da aliança.

Até junho de 2018, a disputa por nomes impediu a Macedônia de buscar fazer parte tanto da OTAN como da União Europeia. Skopje e Atenas concordaram com um novo nome, a República da Macedônia do Norte. Esse acordo, no entanto, resultou em manifestações em massa em ambos os países, com pelo menos 60 mil macedônios protestando contra a mudança de nome em janeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas