Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Pentágono manda mais tropas para fronteira com México

De acordo com um comunicado do Departamento de Defesa dos EUA, forças adicionais serão enviadas para a fronteira sudoeste do país com o México por três meses, como forma de fornecer apoio aos agentes alfandegários e de fronteira.


Sputnik

A medida elevará o número de forças ativas dos EUA no suporte aos agentes da Alfândega e Proteção das Fronteiras (CBP) para aproximadamente 4.350, informou a Reuters.


Um marco entre a fronteira dos EUA-México é visto da reserva de Tohono O'odham que atravessa o México em Chukut Kuk e o Arizona.
Marco na fronteira EUA-México © REUTERS / Rick Wilking

"O Departamento de Defesa mobilizará aproximadamente 3.750 militares adicionais dos EUA para fornecer apoio adicional ao CBP na fronteira sudoeste", informou o serviço de imprensa do Pentágono.

Além disso, as capacidades da vigilância móvel na fronteira também serão ampliadas, segundo o Pentágono.

Em 31 de janeiro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou em um tweet o envio de forças dos EUA para a fronteira mexicana "para impedir a tentativa de invasão de ilegais".

No final de janeiro de 2019, o secretário de Defesa Patrick Shanahan anunciou que o Pentágono se preparava para enviar "vários milhares" de tropas adicionais à fronteira do México com os EUA, respondendo a um pedido do Departamento de Segurança Interna dos EUA.

Anteriormente, o subsecretário de Defesa para Políticas, John Rood, disse ao Congresso que as autoridades americanas estão rastreando três caravanas de migrantes da América Central que supostamente seguem para a fronteira EUA-México, a maior das quais teria mais de 12 mil imigrantes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas