Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Pentágono manda mais tropas para fronteira com México

De acordo com um comunicado do Departamento de Defesa dos EUA, forças adicionais serão enviadas para a fronteira sudoeste do país com o México por três meses, como forma de fornecer apoio aos agentes alfandegários e de fronteira.


Sputnik

A medida elevará o número de forças ativas dos EUA no suporte aos agentes da Alfândega e Proteção das Fronteiras (CBP) para aproximadamente 4.350, informou a Reuters.


Um marco entre a fronteira dos EUA-México é visto da reserva de Tohono O'odham que atravessa o México em Chukut Kuk e o Arizona.
Marco na fronteira EUA-México © REUTERS / Rick Wilking

"O Departamento de Defesa mobilizará aproximadamente 3.750 militares adicionais dos EUA para fornecer apoio adicional ao CBP na fronteira sudoeste", informou o serviço de imprensa do Pentágono.

Além disso, as capacidades da vigilância móvel na fronteira também serão ampliadas, segundo o Pentágono.

Em 31 de janeiro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou em um tweet o envio de forças dos EUA para a fronteira mexicana "para impedir a tentativa de invasão de ilegais".

No final de janeiro de 2019, o secretário de Defesa Patrick Shanahan anunciou que o Pentágono se preparava para enviar "vários milhares" de tropas adicionais à fronteira do México com os EUA, respondendo a um pedido do Departamento de Segurança Interna dos EUA.

Anteriormente, o subsecretário de Defesa para Políticas, John Rood, disse ao Congresso que as autoridades americanas estão rastreando três caravanas de migrantes da América Central que supostamente seguem para a fronteira EUA-México, a maior das quais teria mais de 12 mil imigrantes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas