Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Primeira entrega de caça Rafale ao estado do Qatar

No dia 6 de fevereiro, uma cerimônia organizada por Eric Trappier, presidente e diretor executivo da Dassault Aviation, foi realizada na instalação de Merignac para a entrega do primeiro caça Rafale à Qatari Emiri Air Force, sob o patrocínio de Sua Excelência Dr. Khalid bin Mohamed Al Attiyah, vice-primeiro ministro e ministro de Estado para Assuntos de Defesa do Qatar, e Geneviève Darrieussecq, secretário de Estado francês do ministro das Forças Armadas, e na presença do comandante da Força Aérea do Qatar, general Mubarak Al Khayareen.


Poder Aéreo

MERIGNAC, França – A primeira entrega do Rafale, dentro do cronograma, vem após a assinatura em maio de 2015 do contrato para a aquisição pelo Estado do Qatar do 24 caças Rafale para equipar sua Força Aérea, e um adicional de 12, em dezembro de 2017, para um total de 36 aeronaves para voar sob as cores do Qatar.



No âmbito deste contrato, um grande grupo de pilotos do Qatar, bem como técnicos, estão sendo treinados na França, tanto pela Força Aérea Francesa quanto pela Indústria Francesa.

O altíssimo nível dos convidados presentes à cerimônia reflete a importância da parceria histórica e estratégica entre o Qatar, a França e a Dassault Aviation, e o Rafale, seguindo o Mirage F1, o Alpha Jet e o Mirage 2000, continuará a tradição e contribuirá para garantir a soberania do estado do Qatar.

“Pela quarta vez em nossa longa e confiável parceria com o Qatar, uma aeronave da Dassault Aviation servirá orgulhosamente na Qatari Emiri Air Force. Esta primeira entrega é o culminar de um relacionamento iniciado há mais de 40 anos e estou muito satisfeito e grato que mais uma vez o Estado do Qatar, renovou a sua confiança na nossa dedicação e confirmou não uma vez, mas duas vezes, a escolha do Rafale proteger suas terras e pessoas”, declarou Eric Trappier, presidente e CEO da Dassault Aviation.

Com mais de 10.000 aeronaves militares e civis entregues em mais de 90 países no último século, a Dassault Aviation acumulou expertise reconhecida mundialmente no projeto, desenvolvimento, venda e suporte de todos os tipos de aeronaves, desde o caça Rafale até a família Falcon de jatos executivos e drones militares. Em 2017, a Dassault Aviation reportou receitas de € 4,8 bilhões. A empresa possui 11.400 funcionários.

FONTE: Dassault Aviation

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas