Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Primeira mulher-comandante de grupo de caças dos EUA é demitida 15 dias após sua nomeação

A capitã Zoe Kotnik, a primeira mulher-comandante do grupo de caças de demonstração F-16 Viper da Força Área dos EUA, foi removida do comando apenas duas semanas após a sua nomeação, informa o Air Force Times.


Sputnik

De acordo com a edição, Kotnik foi dispensada de suas funções em 11 de fevereiro "devido à perda de confiança em sua capacidade de liderar e comandar a equipe de demonstração F-16 Viper do Comando de Combate Aéreo".


Zoe Kotnik, a primeira mulher-comandante do grupo de caças de demonstração F-16 Viper da Força Área dos EUA
Zoe Kotnik © Foto: Facebook/F-16 Viper Demo Tea

Não foi esclarecido qual foi exatamente o motivo de sua remoção do comando, mas na página de Facebook da Shaw Air Force Base, o coronel Derek O'Malley, comandante da 20ª Asa de Aviões de Combate, explicou que a decisão foi tomada devido a erros de Kotnik e ao desejo de lhe dar a oportunidade de aprender com eles sem estar sob o escrutínio do público.

O coronel disse que "todas as pessoas podem cometer erros", incluindo a capitã Kotnik, e que esta é "uma chance de aprender com eles sem estar sob o escrutínio público". "Este será um momento difícil para a capitã Kotnik, mas ela está com seus companheiros da Asa, que a vão ajudar a cada passo do caminho", afirmou.

O'Malley adicionou que ter a primeira mulher no grupo de caças F-16 Viper foi emocionante e tem orgulho de servir com outras mulheres da Força Aérea dos EUA. O grupo Viper demonstra as capacidades dos caças F-16 participando de vários shows aéreos e executando complexos manobras acrobáticas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas