Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

República Centro-Africana: Governo e 14 grupos armados assinam acordo de paz

Subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz garante mobilização da ONU para implementação do acordo; processo também foi mediado pela União Africana.


ONU

Após 10 dias de negociações em Cartum, no Sudão, o governo da República Centro-Africana, RCA, e 14 grupos armados assinaram um acordo de paz.


Jean Pierre Lacroix e Smail Chergui felicitaram o governo da República Centro-Africana e as outras partes pelo acordo de paz alcançado | Foto Minusca

O entendimento foi formalizado este sábado, anunciou a Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, na sua conta no Twitter. Um acordo tornado possível sob a “Iniciativa Africana para a Paz e Reconciliação na República Centro-Africana” liderada pela União Africana, UA, com o apoio das Nações Unidas.

Negociações

O subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix, afirmou, através da sua conta de Twitter, que a ONU se vai “mobilizar para apoiar a implementação do acordo de paz", após o anúncio da conclusão do acordo de paz na capital sudanesa.

Já o comissário da UA para Paz e Segurança, citado pela Minusca no Twitter afirmou que “este é um grande dia para todas as pessoas da República Centro-Africana."

O alto funcionário da UA pediu a todos centro-africanos que apoiem este acordo que, segundo ele, permitirá ao "povo da República Centro-Africana embarcar no caminho da reconciliação, concórdia e desenvolvimento.

Facilitador das negociações de Cartum, Chergui disse ter ficado muito satisfeito ao ver as partes a entrar em diálogo direto pela primeira vez "num espírito sereno e responsável.”

Após a conclusão do acordo de paz no sábado, o Comissário da UA salientou a cooperação exemplar das partes presentes nas conversações.

O chefe da delegação do governo da RCA para as negociações de Cartum, Firmin Ngrebad, explicou que estava determinado "a trabalhar com o chefe de Estado e o seu governo para implementar as respostas às preocupações dos irmãos que pegaram em armas.”

Comentários

Postagens mais visitadas