Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

República Centro-Africana: Governo e 14 grupos armados assinam acordo de paz

Subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz garante mobilização da ONU para implementação do acordo; processo também foi mediado pela União Africana.


ONU

Após 10 dias de negociações em Cartum, no Sudão, o governo da República Centro-Africana, RCA, e 14 grupos armados assinaram um acordo de paz.


Jean Pierre Lacroix e Smail Chergui felicitaram o governo da República Centro-Africana e as outras partes pelo acordo de paz alcançado | Foto Minusca

O entendimento foi formalizado este sábado, anunciou a Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, na sua conta no Twitter. Um acordo tornado possível sob a “Iniciativa Africana para a Paz e Reconciliação na República Centro-Africana” liderada pela União Africana, UA, com o apoio das Nações Unidas.

Negociações

O subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix, afirmou, através da sua conta de Twitter, que a ONU se vai “mobilizar para apoiar a implementação do acordo de paz", após o anúncio da conclusão do acordo de paz na capital sudanesa.

Já o comissário da UA para Paz e Segurança, citado pela Minusca no Twitter afirmou que “este é um grande dia para todas as pessoas da República Centro-Africana."

O alto funcionário da UA pediu a todos centro-africanos que apoiem este acordo que, segundo ele, permitirá ao "povo da República Centro-Africana embarcar no caminho da reconciliação, concórdia e desenvolvimento.

Facilitador das negociações de Cartum, Chergui disse ter ficado muito satisfeito ao ver as partes a entrar em diálogo direto pela primeira vez "num espírito sereno e responsável.”

Após a conclusão do acordo de paz no sábado, o Comissário da UA salientou a cooperação exemplar das partes presentes nas conversações.

O chefe da delegação do governo da RCA para as negociações de Cartum, Firmin Ngrebad, explicou que estava determinado "a trabalhar com o chefe de Estado e o seu governo para implementar as respostas às preocupações dos irmãos que pegaram em armas.”

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas