Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Rússia está criando um novíssimo canhão para plataforma Armata

A Rússia está desenvolvendo um novo canhão para o tanque sobre plataforma pesada Armata, de acordo com uma compilação temática do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

Segundo os dados apresentados, o armamento dos tanques domésticos foi baseado no canhão de 125 mm de cano liso.


Tanque T-14 que utiliza a plataforma Armata (foto do arquivo)
T-14 Armata © Sputnik / Vladimir Astapkovitch

"Ao longo dos últimos 40 anos, este produto passou por várias mudanças durante sua modernização que visavam melhorar suas características táticas e técnicas. Atualmente, está em curso o desenvolvimento de um canhão de alta energia para o tanque promissor Armata", diz um artigo escrito por funcionários do Ministério da Defesa da Rússia.

Armata é uma Plataforma Universal de Combate, um protótipo russo de tecnologia avançada para o projeto da próxima geração de veículos militares pesados. A plataforma Armata pode vir a ser a base para novos projetos de veículos de combate principais russos para infantaria e de um lançador de foguetes pesado.

Um dos representantes mais famosos desta plataforma é o tanque T-14, o único tanque do mundo de terceira geração do pós-guerra que não tem análogos no estrangeiro. O T-14 é apenas um dos veículos com base na plataforma Armata. A plataforma em si é universal e pode ser facilmente adaptada a diferentes sistemas de armamento.

Comentários

Postagens mais visitadas