Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Síria: 40 mil pessoas em Rukban recebem assistência humanitária

Operação das Nações Unidas e parceiro consiste em 118 camiões de ajuda humanitária; ONU destaca que é necessário encontrar solução duradoura e segura para estes refugiados.


ONU

As Nações Unidas e o Crescente Vermelho Árabe Sírio estão a realizar uma operação para fornecer assistência humanitária a mais de 40 mil pessoas. A ajuda destina-se aos refugiados e deslocados que se encontram no remoto assentamento de Rukban, no sudeste da Síria, junto à fronteira com a Jordânia.


A ajuda consiste em 118 camiões com assistência humanitária que entregará alimentos, medicamentos e equipamentos de saúde, produtos essenciais de socorro e de educação.PMA

A operação começou esta quarta-feira e deverá durar aproximadamente uma semana.

A ajuda consiste em 118 camiões com assistência humanitária que entregará alimentos, medicamentos e equipamentos de saúde, produtos essenciais de socorro e de educação. Como a maioria dos habitantes deste campo são mulheres e crianças também haverá distribuição de kits infantis e vacinas para cerca de 10 mil crianças com menos de cinco anos de idade.

Solução Duradou
ra

O coordenador Residente e Humanitário da ONU na Síria, Sajjad Malik, explicou que esta entrega em grande escala de “produtos humanitários essenciais” era urgente uma vez que “a situação humanitária se tem deteriorado devido às duras condições do inverno e à falta de acesso a assistência e a serviços básicos.” O responsável informou que pelo menos oito mortes de crianças pequenas ocorreram nas últimas semanas.

O principal objetivo deste apoio é fornecer assistência humanitária crítica. No entanto, a ONU também reconhece que é necessário encontrar uma solução digna, permitindo que as pessoas no local decidam de forma voluntária e segura como retomar uma vida normal.

Com este objetivo, a ONU e o Crescente Vermelho Árabe Sírio também realizarão um inquérito para averiguar os seus desejos e prioridades das pessoas deslocadas a fim de definir soluções duradouras.

Malik lembra que embora esta assistência ofereça apoio muito necessário às pessoas da Rukban, é “apenas uma medida temporária.” O responsável destaca que é necessária uma solução duradoura, segura, voluntária e digna para dezenas de milhares de pessoas, muitas das quais ficaram no assentamento Rukban por mais de dois anos em condições de desespero.”

Monitorização

As necessidades dos artigos humanitários que estão a ser fornecidos foram identificadas com base na avaliação realizada durante a operação anterior, em novembro de 2018.

A entrega e distribuição é feita com base nos princípios humanitários de imparcialidade, neutralidade e independência. As equipas da ONU e do Crescente Vermelho Árabe Sírio comprometem-se a monitorizar para assegurar que a assistência humanitária chega aos civis mais necessitados.

A ONU continua a apelar para que todas as partes permitam “o acesso humanitário seguro, sustentado e sem obstáculos” a todos os necessitados na Síria, de acordo com suas obrigações sob o Direito Internacional Humanitário.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas